10 Pontos Chaves para aproveitar bem as Redes Sociais durante a Pandemia

On-line X Off-line

Muitas empresas a níveis globais já perceberam o impacto que tem a questão do coronavírus na economia. As pessoas ainda não conseguem entender porque nunca passamos por algo tão catastrófico. 

Essa é a primeira vez na qual enfrentamos um inimigo tão implacável em um mundo extremamente globalizado no sentido de conexão. Todo mundo se comunica hoje através da internet por meio das redes sociais. Tudo que cai na rede online se espalha muito rápido. 

É mais que óbvio que o impacto é infinitamente maior no mundo off-line, como é o caso dos estabelecimentos físicos que dependem do contato direto com o cliente ou com quem trabalha na rua, como os ambulantes. 

A maioria das pessoas ainda não entendem o impacto do mundo off-line, e até, o subestima. Pensam que o universo online será alavancado por conta disso.

Há uma grande oportunidade?

A resposta é SIM. Vamos falar mais a frente a respeito disso. Porém, de antemão, quero ressaltar que o mundo online também acaba sendo impactado.

Na visão do cliente, tudo são canais de comunicação. Para eles, não há distinção entre o online e o off-line. Como se tudo fosse uma coisa só. Então, se o cliente deixa de comprar  nas lojas físicas, vai impactar nas vendas do mundo online também. 

Em tempos de crise econômica como essa que vivemos hoje, as pessoas tendem a segurar mais o dinheiro e diminuir o consumo, inclusive no mundo online. Consequentemente, a taxa de crescimento da economia diminui justamente devido à baixa circulação da moeda. 

A partir disso, temos SIM uma janela de oportunidade no mundo online, porém também temos que ter uma visão global; pois como já mencionei anteriormente, para o cliente tudo é são canais de comunicação. Não importa se é Off ou On-line. Portanto, as vendas são impactadas em ambos os canais; porém podemos aproveitar isso de forma estratégica.

Existe hoje uma janela de oportunidade para aumentar as vendas no mundo on-line em detrimento do mundo físico?

A questão é a seguinte: É claro que, toda crise traz uma janela de oportunidade. Essa janela, pode ser imediata para alguns negócios, como pode demorar alguns meses para outros tipos de negócios. Então, cada tipo de negócio irá aproveitar a sua janela de oportunidade de forma diferente.

Mas nós da Mateus de Deus acreditamos que a oportunidade existe SIM, especialmente no universo on-line. Na internet!

O ponto se resume em como avaliamos tudo isso e como usamos a oportunidade de forma estratégica na nossa produção de conteúdo.  

A moeda do marketing digital e da internet hoje é a atenção

Onde a atenção do mundo está hoje?  

No coronavírus. 

E por onde está sendo transmitida a maior parte das informações relacionadas ao coronavírus? 

Sim, na internet. 

Por isso, as empresas e influenciadores por meio do marketing digital, estão falando o tempo todo sobre o coronavírus. As pessoas hoje passam a maior parte do dia na internet, principalmente nas redes sociais, acompanhando as notícias, consumindo mais conteúdos, trabalhando de casa.

Essa é a grande sacada nesse momento.

Mas porque as pessoas usam mais a Internet ao invés da TV, especialmente em momentos de crise?

Por conta do medo de ficar de fora.De ficarem desatualizadas. Elas não querem ficar de fora das notícias, por isso estão sempre conectadas, pois ninguém quer perder o que está acontecendo.

Qual é o primeiro ponto disso tudo?

É hora de colaborar e não de lucrar. Vamos analisar os aumentos absurdos e constantes nos preços do álcool em gel e das máscaras. Isso é extremamente desagradável e mal visto no mercado. 

Imagina a sua empresa se posicionando como uma marca que só quer ganhar e lucrar às custas da grande crise onde pessoas estão morrendo. Os usuários podem enxergar isso como uma coisa extremamente ruim. Nesse caso, a sua empresa precisa usar a crise de forma estratégica. 

Pois, não é momento de ganhar dinheiro. É momento de colaborar, de minimizar perdas e, principalmente, de se relacionar e reter os seus clientes.

Como está o seu relacionamento com os clientes?

Como você está retendo os seus clientes neste momento tão delicado? 

Como sua empresa está se comunicando com os clientes? 

Qual é a mensagem que a sua marca está passando para os clientes? 

Qual é o papel da sua empresa neste momento? 

Se você não tem o que falar, ficar em silêncio é a opção mais inteligente. Se não for para falar coisas que são pertinentes à situação, coisas que realmente podem agregar, é melhor manter o silêncio. Isso vai impedir que você cometa falhas em relação ao posicionamento da sua empresa.

Como compilar tudo isso e fazer um Plano de Ação?

Como fazer um plano de ação para a sua empresa usar estrategicamente toda essa situação de caos e aproveitar da melhor forma possível essa janela de oportunidade. 

É o momento de gestão de crise; de você planejar as ações e elaborar um plano de contingência para lidar com a situação. 

Talvez o seu negócio estava indo muito bem, ou talvez estivesse estagnado. Porém o que aconteceu agora atingiu todo mundo. Está na hora de botar os pés no chão e pensar nas ações que podem conter essa crise, e essencialmente, como a sua empresa pode aplicar o plano de ação em sua comunicação nas redes sociais de forma estratégica? 

Como  ajudar o seu potencial cliente?

É momento de parar para entender o que está acontecendo no mundo digital. De analisar o que está mudando nos hábitos dos clientes dos consumidores.  É hora de olhar com uma visão 360.

1° ponto: Pare tudo que está fazendo (campanhas e agendamentos). É hora de analisar as suas campanhas.

Será que a sua comunicação está condizente com o momento? Está na hora de alinhar a sua comunicação com o seu público de forma em que a sua empresa possa ajudar nesse período de crise e instabilidade.

2° Ponto: Avalie tanto o Lado Positivo quanto o lado Negativo.

Toda crise tem seu lado positivo e seu lado negativo. A maioria das empresas opta por olhar apenas por único lado, como por exemplo: a redução do consumo. 

Em qualquer crise, é tendencioso as pessoas gastarem menos. Mas como enxergar isso como algo positivo? 

Como isso afetará a sua empresa? 

Quais produtos são os mais afetados por isso na sua empresa? 

Como a sua empresa pode usar a comunicação de forma positiva? 

Como a sua comunicação atual pode estar afetando a empresa do lado negativo? 

Por essas razões, já está mais do que na hora de você parar, pensar, analisar, e anotar no papel os lados negativos da crise e os impactos positivos que ela tem. Depois, buscar soluções sobre o que a sua empresa pode fazer a respeito. Como que o seu posicionamento, sobre tudo o seu produto pode ajudar as pessoas nesse momento?  

O lado negativo vai mitigar. Porém o lado positivo vai te fortalecer e te aproximar dos seus clientes.

3° Ponto: Identifique e planeje sua mensagem principal.

Qual é a linguagem da sua marca?

Qual é a sua missão? 

Sua comunicação transmite empatia ou só foca no seu produto ou serviço?

4° Ponto:  Informações e horários de atendimento.

Se suas informações não estão atualizadas, seu cliente vai pensar que a sua loja está fechada, que você não está ligando para crise e por isso não está vendendo mais. 

Exponha na sua bio, nos seus Stories, deixando bem claro para seu cliente como você e sua empresa estão se comportando nesse momento. A forma com que as pessoas consomem/compram mudaram, portanto, atualize os seus dados para mantê-las informadas e não gerar confusão.

5° Ponto: Tenha um calendário editorial.

Como planejar as postagens de conteúdo?

Há empresas que estão 100% focadas em conteúdos sobre coronavírus. Outras totalmente focadas em expor o seu produto.

Suponhamos que você faça um equilíbrio nas suas postagens. Esse é o instante de você transmitir isso nas suas redes sociais, já que as pessoas estão em casa. 

Aumente a sua frequência de postagens com qualidade. Foque no engajamento, em como incluir as pessoas nas suas postagens. As redes sociais são um canal de grande aprendizado e engajamento, de comunicação onde as pessoas passarão a conhecer, entender o seu trabalho, e relacionar para só depois comprar de você.

6° Campanhas de retenção e posicionamento.

Imagina todos os seus clientes ligando e cancelando as compras? Cancelando os serviços? 

É crucial que você não perca os seus clientes atuais. Durante essa fase, está bem mais difícil conseguir novos clientes, portanto, manter os antigos é muito importante para a sua empresa continuar ativa.

7° Ponto: Parcerias e Influenciadores.

Não é hora de olhar para os concorrentes, porém sim buscar parceiros.

Faça parcerias com outras marcas, outros profissionais e influenciadores. Nesse tempo difícil, nós da Mateus de Deus estamos fazendo uma grande parceria na cidade de Sirinhaém – PE com a Loja Kati que atua no nicho da beleza. 

O ponto X dessa grande parceria são as pessoas. 

A Loja Kati se importa com as pessoas e preza pelo relacionamento e a satisfação do cliente. 

Como fazer parceria para ajudar os clientes? 

Como continuar aparecendo para as pessoas.

8° Ponto. Faça anúncios on-line.

Muitas empresas estão pausando os seus anúncios a fim de cortar custos. Ai que elas se enganam. Se muitas empresas estão parando de fazer anúncios, sendo que os clientes estão em casa, surgir uma janela de oportunidade para que os impulsionamentos, de certa forma, fiquem mais baratos, possibilitando um alcance maior de pessoas já que houve uma redução no volume de anunciantes por parte dos pequenos empreendedores. 

As grandes marcas continuam anunciando, por isso, você precisa continuar com os seus anúncios. Continuar se posicionando como marca. Continuar aparecendo na cabeça das pessoas.

Anota aí: as redes sociais são uma ferramenta de posicionamento de marca, e se você não aparecer ativamente será facilmente esquecido. Sendo assim, continue fazendo suas ações, suas postagens, engajando o seu público e, principalmente, fazendo os seus anúncios. 

Pense nisso de forma estratégica.

9° Ponto: Analise as métricas (antes e depois).

O achismo é o que causa decisões erradas. Os números falam a verdade.

A diferença entre o aumento ou a diminuição da procura por um determinado produto ou serviço, se uma empresa está faturando mais e outra menos, é que as que estão faturando bem, estão utilizando as métricas e dados do comportamento de seus clientes na tomada de decisões, enquanto as que erram na sua comunicação são as que usam o “achômetro”, ignorando a quantidade de informações valiosas que as redes sociais dispõem sem nenhum custo.

Avalie como estava o seu posicionamento antes, como está o seu posicionamento durante o período de crise, e como o seu posicionamento vai ficar depois. Avalie os números para saber se você foi beneficiado, onde você teve prejuízo ou se você vai aproveitar o “boom” da internet para fortalecer a sua marca. Veja como você pode usá-la de forma estratégica no seu posicionamento, na sua comunicação.

10° Ponto: Aceite as mudanças e adapte-se rápido.

As empresas que mais se estabilizam no mercado extremamente competitivo são as que detém uma rápida habilidade de adaptação. 

Pergunte-se: como a sua empresa pode se adaptar de hoje para amanhã para essa nova realidade? 

Como você pode adaptar a sua mensagem, as suas postagens, o seu site ou a sua landpage? 

Faça vídeos explicando como as pessoas podem fazer encomendas do seu produto/serviço online. Adapte-se a sua comunicação para que as encomendas possam ser feitas via Whatsapp e Instagram, etc. 

A partir desse prisma, fica nítido que as redes sociais são como canais de comunicação e com elas, podemos levar a voz da nossa empresa para o mundo durante esse momento de crise para termos uma espécie de alavancagem usando o processo de comunicação através das redes sociais. 

Por esse motivo,a sua marca precisa estar em constante atualização acompanhando as mudanças do mundo para identificar quais são as janelas de oportunidades, e só então poder adaptar a sua comunicação da forma mais proveitosa possível.

Para dar uma luz ao seu negócio, nós da Mateus de Deus te presenteamos com uma consultoria grátis. Entre em contato com o nosso time e reserve agora mesmo a sua vaga.

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumário

Assuntos relacionados